Dicas sobre LVM : Útil para certificações

basic-lvm-volume

Olá ! Nesse artigo gostaria de iniciar minha abordagem maior do meu Blog aos exames de certificações em Linux , como LPI, Linux Foundation e Red Hat.

Pela minha própria experiência, como certificado LPI-3 e estudando obter as certificações Linux Foundation e Red Hat, pude observar um tópico que gera muitas dúvidas: LVM. Esse tópico também gera muitas dúvidas para profissionais implementarem e gerenciarem volumes LVM, portanto, espero que com esse dicas consiga não só ajudá-los com as certificações mas também com as atividades diárias.

A primeira dica sobre LVM é analisar a ilustração abaixo, que apresenta o funcionamento do LVM:

basic-lvm-volume

 

Desta forma, o sistema (aplicações/usuário/administrador) devem utilizar o volume lógico como dispositivo, sendo que os volumes lógicos são compostos por grupo de volume, que por sua vez é composto por volumes físicos. Podemos concluir que o procedimento de criação de um LVM é:

  1. Criação do(s) volume(s) físicos
  2. Criação do grupo de volume
  3. Criação do(s) volume(s) lógicos
  4. Formatar com o sistema de arquivos desejado o Volume lógico

 

Essa é a primeira dica sobre LVM, podem esperar muito mais aqui no Blog. 😉

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s