Forçando o cache do Windows Update com Squid (Atualizado)

Olá ! Eu havia postado anteriormente um artigo sobre forçar o cache do Windows Update com o Squid :

(https://respirandolinux.wordpress.com/2011/04/15/forcando-o-cache-do-windowsupdate-com-squid/)

Desde então muita coisa mudou nos acessos, como as extensões dos arquivos disponibilizados, por exemplo. Na dica anterior o limite de tamanho máximo do arquivo para ser gravado em cache era aumentado de forma geral, porém agora as atualizações da Microsoft são maiores, havendo relatos de uma para o Windows 8 de 4GB.

Primeiramente, vamos criar uma regra para definir quais acessos serão tratados :

acl windowsupdate dstdomain .microsoft.com .windowsupdate.com

Obs.: É possível criar esta regra de forma mais “elegante”, relacionando aqui somente os destinos específicos que o Windows Update acessa (como download.microsoft.com, para isso monitore nos logs os acesso feitos).

Agora definimos condições específicas para estes acessos:

range_offset_limit -1 windowsupdate
quick_abort_min -1 KB windowsupdate
maximum_object_size 5 GB  windowsupdate

 

Por último, criamos as entradas para forçar o cache das atualizações:

refresh_pattern -i  microsoft.com/.*\.(cab|exe|ms[i|u|f]|asf|wm[v|a]|dat|zip|psf) 4320 80%  43200 reload-into-ims

refresh_pattern -i  windowsupdate.com/.*\.(cab|exe|ms[i|u|f]|asf|wm[v|a]|dat|zip|psf) 4320 80% 43200 reload-into-ims

 

Anúncios