Zimbra: Conhecendo o serviço SSDB para Ephemeral Data (Parte 1)

Olá! Nesse artigo gostaria de apresentar um serviço que pode ser implementado para armazenamento e manipulação mais eficiente (e muito) dos dados efêmeros (Ephemeral Data) do Zimbra.

São dados que são atualizados com bastante frequência (me arrisco exagerar: o tempo todo) e na prática são efêmeros porque não precisam ser mantidos por muito tempo.

Um boa maneira para entender melhor esses dados é utilizar o sinônimo transitório!

Para que eu vou precisar do SSDB?

O SSDB é interessante para armazenar de maneira mais eficiente dados transitórios do Zimbra, como por exemplo o registro do último login do usuário.

Você já deve ter observado que o Zimbra armazena o registro (timestamp) do último login de cada usuário, certo?

Esse registro é armazenado no LDAP do Zimbra. O LDAP foi feito para ser lido com frequência e ser atualizado raramente, então dessa maneira, cada login de usuário acaba gerando diversas operações de escrita no LDAP. Isso gera uma concorrência desnecessária que pode impactar e performance e obviamente impactar os usuários.

Além da gravação, recuperar esses dados efêmeros gera uma operação  que obtêm todos os dados e precisa encontrar a correspondência – Com certeza há serviços dedicados para isso.

Quais são os dados efêmeros que o Zimbra está  tratando com o SSDB?

Até o presente momento, os 3 (três) atributos do Zimbra (atualizados em cada conta) podem ser migrados para o SSDB:

zimbraAuthTokens: Token de autenticação que gerencia as sessões dos usuários

zimbraCsrfTokenData: Token CSRF que correspondem aos tokens de autenticação

zimbraLastLogonTimestamp: Registro do último login de cada conta

Zimbra 9

Um fator interessante que devo citar: O Zimbra 9 (até o momento exclusivo da versão Network Edition), lançado recentemente com diversas integrações “out-of-the-box” com serviços externos (Dropbox, Slack, Zoom,etc…) , necessita do SSDB para algumas integrações.

Portanto, podemos já pensar que o SSDB caminha para ser obrigatório para o Zimbra 9 caso você queira implementar as integrações com serviços externos, que são bastante interessantes de fato!

Ok, como eu instalo o SSDB?

Esse é o primeiro artigo sobre o SSDB que publico e estou nesse momento explorando o serviço. Portanto, em breve irei publicar aqui como instalar (pacote e container) e migrar os dados efêmeros do Zimbra.

Mas para não ficar sem nenhuma informação, seguem abaixo a documentação da Zimbra, o link do projeto SSDB e meu repositório (mantido livremente pela BKTECH) com o estudo que tenho feito sobre o mesmo:

https://zimbra.github.io/zimbra-9/adminguide.html#_ssdb_installation_and_configuration

http://ssdb.io/

https://github.com/BktechBrazil/zimbra-ssdb

Um comentário sobre “Zimbra: Conhecendo o serviço SSDB para Ephemeral Data (Parte 1)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s