Zimbra: Howto de instalação do Zimbra 8.7 (OSE) no Ubuntu 16

photo

Olá ! Para esse ano, irei dedicar alguns artigos sobre instalação e dicas básicas do Zimbra. Analisado o perfil das minhas publicações, constatei que os posts estavam exclusivamente relacionados a implementações de funcionalidades ou correção de problemas. Portanto, você que está começando com Zimbra, espero que este blog também consiga te ajudar.

Vamos então ao primeiro artigo: Instalação do Zimbra 8.7 (Open Source) no Ubuntu 16 !

Atualizado em: Outubro de 2017

Versão utilizada: 8.7.11 OSE

Primeiramente,  é necessário efetuar o Download do pacote apropriado, na url http://www.zimbra.com/downloads/, selecionando a opção “Zimbra Collaboration Open Source”.

Recentemente, a política da Zimbra para download da versão Open Source requer o preenchimento de um formulário, porém, os link diretos para Download podem ser encontrados aqui : link

Efetuado o Download do pacote, copie-o para o seu servidor, em qualquer diretório.

  • Vamos iniciar a verificação e e configuração do nosso SO para o Zimbra:

rootnovozimbra

Como pode ser visto, estamos utilizando o Ubuntu 16.04 LTS, que é homologado pela Zimbra.

A primeira verificação será o hostname e a entrada correspondente no arquivo “hosts”:

  • O servidor precisa ter um FQDN (nome qualificado), como por exemplo: zimbra.dominio
  • Esse hostname deve estar relacionado no arquivo /etc/hosts, como ser visto no exemplo abaixo. Caso não haja nenhuma entrada para o seu hostname, crie-a apontando para o seu endereço IP (rede)

  • Verifique se não há nenhum serviço conflitante com o Zimbra, especialmente as portas 25, 80, 443, 143 e 993:

2rootnovozimbra

Caso constate que há algum serviço conflitante com o Zimbra, como por exemplo um servidor MTA (25/tcp) instalado, efetue a remoção do mesmo. Neste cenário, o servidor está com uma instalação limpa e não será necessário remover nenhum serviço.
  • Inicie a instalação do Zimbra descompactando o arquivo e executando o script “./install.sh” no diretório raiz do pacote :
    • Importante: É altamente recomendado que o script de instalação do Zimbra seja executado com o “screen”, para em caso de alguma interrupção na conexão, seja possível recuperar a instalação. Dica para utilização do screen aqui: link

Observe que durante a instalação o Zimbra gera um log no diretório “/tmp”, eu, particularmente,  costumo abrir uma outra sessão e acompanhar:

Uma das grandes novidades do Zimbra 8.7 é a instalação através de repositório, portanto, as dependências serão solucionadas automaticamente. Isso é mais um fator importante sobre iniciar a instalação utilizando o “screen”: Dependendo da conexão com a internet, o download dos pacotes pode demorar , derrubando a sessão. 😉

Outras novidades são os módulos de Chat, gratuito e integrado ao cliente web, e o Zimbra Drive, para integração com soluções de nuvem de arquivos como Owncloud ou Nextcloud.

  • Agora vem uma etapa que costuma gerar muitas dúvidas sobre a instalação: Quais pacotes devo instalar?

Nossa instalação será de um ambiente Single-Server, onde todos os serviços do Zimbra serão instalados no mesmo servidor. Portanto, todos os pacotes devem ser marcados para instalação, com as seguintes considerações:

  1. O servidor de cache de DNS (zimbra-dnscache) é recomendado para ambientes que não possuam um DNS local, e que não possuam um servidor DNS já rodando no mesmo host do Zimbra. Se este for o seu caso, não instale esse pacote.
  2. A instalação do serviço de Proxy é obrigatória nesta versão.
  3. Selecionamos os pacotes “zimbra-chat” e “zimbra-drive” para instalação, caso você não deseje, basta selecionar para não instalar OU desabilitar os respectivos zimlets após a instalação.

Este cenário, propositalmente, não possui resolução DNS para o hostname e o domínio local. Esse cenário é muito comum, na minha experiência pelo menos. Caso não seja o seu caso, apenas ignore esta observação.

Como as resoluções DNS para hostname e domínio irão falhar, o Zimbra irá gerar um alerta, o mesmo pode ser ignorado, respondendo “No” para a opção de modificar o hostname (change hostname).

Por padrão, o Zimbra informa se você quer utilizar o seu hostname como o domínio ou se deseja modificar, modifique informando seu domínio:

  • Nesse momento, será exibido um menu, com configurações para o Zimbra. Primeiro, escolha a opção 7 – zimbra-store, para entrar no menu e definir a senha do Admin (Admin Password):

Você deverá acessar os menus pelas opções numéricas e navegar retornando ao menu anterior com a tecla [r], ok?

  • Voltando ao menu principal, vamos efetuar uma configuração que muitos acabam não efetuando: Configurar o acesso ao cliente Web do Zimbra no modo redirect: Acessos via HTTP serão automaticamente redirecionados para HTTPS.

Entre na opção de gerenciamento do proxy (9), e dentro deste menu selecione a opção 11 – “proxy server mode”, definindo como “redirect” e depois volte ao menu principal:

9rootnovozimbra-zcs-8-7-1_ga_1670-ubuntu16_64-20161025045114

  • Com todas as configurações efetuadas, o Zimbra deve exibir a mensagem “CONFIGURATION COMPLETE – press  ‘a’ to apply”

Até o momento, nenhuma ação foi aplicada de fato, ele irá efetuar algumas confirmações para isso:

  1. Deseja salvar a configuração em um arquivo: Eu costumo responder ‘YES’, para uma possível análise posterior.
  2. O sistema irá ser modificado, continuar: Responda ‘YES’ para iniciar a instalação de fato.
  3. Observe, que novamente o Zimbra salva suas ações em um arquivo no “/tmp”, é interessante abrir uma sessão para monitar o mesmo.
  • O término da instalação, havendo exito, deverá ser com a exibição da mensagem de “configuração completa, conforme abaixo. Pressione [enter] para finalizar.

aaaaarootnovozimbra-zcs-8-7-1_ga_1670-ubuntu16_64-20161025045114

Nesse momento, o Zimbra já deve estar instalado e pronto para uso, vamos confirmar, mudando para o usuário zimbra (su – zimbra) e executando o comando “zmcontrol status” para verificar o estado dos serviços do Zimbra:

Todos devem estar rodando….

rootnovozimbra-tmp

  • O acesso à interface de administração é feito através do endereço https://SEU_SERVIDOR:7071, com o usuário “admin” e a senha definida durante a instalação:

administracao-do-zimbra-google-chrome

O acesso ao cliente de E-mail é efetuado apenas digitando o endereço do seu servidor.

Pronto ! Seu Zimbra está instalado e com a configuração inicial. Em breve publicarei novos artigos com configurações básicas para colocar a solução em produção, esperam que tenham gostado. 😉

Anúncios

7 comentários sobre “Zimbra: Howto de instalação do Zimbra 8.7 (OSE) no Ubuntu 16

  1. Muy bueno!!! Pero por favor, nunca, repito nunca, uséis dominios que no son TLD, a la hora de instalar SSL Comerciales validos tendréis muchos problemas, errores de LDAP y al final habrá que mover esos zimbra.dominio.local a zimbra.example.com con la consecuente parada de servicio, etc.

    Nunca usemos dominios no TLD

    Por lo demás, genial!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s